Devocional - Sexta-Feira 18/09/2020


Elisabet, a amiga dos prisioneiros


Não é minha palavra como um fogo? diz o Senhor, e como um martelo que quebra a rocha em pedaços? Jeremias 23:29


Aqui estão alguns testemunhos das visitas de Elisabet às prisões:

Arksa: um assassino violento que afirmava ser o pior bandido da Finlândia e ficou surpreso que aquela garota frágil entrou em sua cela sem medo; ela se sentou ao lado dele e falou sobre sua aldeia. Ele foi desarmado pelo simples afeto dela, aceitou o Novo Testamento que ela lhe ofereceu e prometeu lê-lo. Os guardas testemunharam uma mudança radical em seu comportamento algum tempo depois.

Honka: condenado à prisão perpétua, ele confessou não ter cometido nada além de maldade em sua vida. Elisabet pensou no encontro de Jesus com uma mulher que também confessou seu triste passado ( João 4 ). Assim, como seu Mestre, ela pediu uma bebida ao interno. Vê-la colocar os lábios em sua caneca suja comoveu aquele homem. "Ela não tinha vergonha da minha condição."

Elisabet: zombando quando ela abriu a Bíblia, ele a desafiou a encontrar qualquer coisa na primeira página que o preocupasse. Então ela leu: “A terra estava sem forma e vazia - esse é o seu coração, Elisabet - e Deus disse: Haja luz!” A luz gradualmente penetrou na alma de Elisabet.

Deus nunca abandonou Seu embaixador na presença dos prisioneiros e sempre deu a ela a palavra adequada à situação. Durante toda a sua vida o seu lema permaneceu: “Graça e paz” - a graça divina e a paz que lhe causavam felicidade e que ela fazia questão de compartilhar.


2 visualizações
ORT

Rua: José Adriano de Freitas - 427

Bairro: Rocio 1 - CEP 84130-000

Palmeira - PR

Fone: (42) - 3252-4350

  • Grey Facebook Icon
CONTATO

Obrigado por enviar!

P R O M O V E N D O   V I D A   E   D I G  N I D A D E   E M   J E S U S