Devocional - Segunda-feira 05/04/2021

Este Jesus Deus ressuscitou, do qual todos nós somos testemunhas. Atos 2: 32


Os líderes religiosos de Israel conseguiram crucificar Jesus. Sua tumba havia sido selada e protegida por um guarda. Eles então se livraram daquele pregador problemático, ou assim imaginaram.

Mas Cristo ressuscitou dos mortos: a morte não O pôde reter. Envergonhados, os guardas tiveram que admitir o que havia acontecido (cf. Mateus 27: 66 ; 28: 11).

Então, cinquenta dias depois, no Dia de Pentecostes, os apóstolos começaram a falar publicamente sobre a ressurreição de Jesus. A raiva dos sumos sacerdotes e anciãos era tremenda, mas eles não podiam negar o fato da ressurreição. Afinal, havia mais de quinhentas testemunhas que viram o Senhor ressuscitado. ( 1 Coríntios 15: 6 ). Nem poderiam os anciãos negar a cura milagrosa do homem coxo no Nome do Senhor Jesus. Eles só podiam ameaçar os discípulos e proibi-los de continuar a falar de Jesus e de Sua ressurreição.

Semanas antes, por ocasião da prisão de Jesus, os discípulos fugiram com medo. Agora, por meio de Sua ressurreição, eles tomaram coragem. Eles insistiram que deveriam obedecer a Deus ao invés dos homens e não podiam permanecer em silêncio quanto à Sua ressurreição ( Atos 4: 16-20 ).

Por que a ressurreição de Jesus é tão importante? É o sinal de que Cristo não foi derrotado na cruz, mas emergiu o Vencedor sobre a morte e Satanás. É também a prova de que Deus aceitou o sacrifício expiatório de Jesus.

Cristo teve que dar sua vida pelo pecado e pela culpa de inúmeras pessoas. O fato de Ele ter ressuscitado demonstra que sua culpa foi expiada e que agora eles têm sua parte na vida de ressurreição.


Leitura de hoje: Deuteronômio 20: 10 - 20 · Mateus 28: 1 - 10

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo