Devocional - Sábado 03/10/2020

CONFORTO OU CONFRONTO?



Jesus falou tantas coisas boas e agradáveis, demonstrando seu amor pelas pessoas. Por exemplo, ele disse:

"Vinde a mim, todos vós que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei" (Mt.11.28). "Aquele que vem a mim, de maneira nenhuma o lançarei fora" (João 6.37). Entretanto, algumas vezes, ele foi duro e disse coisas desagradáveis:

"Mas, a quem assemelharei esta geração? É semelhante aos meninos que se assentam nas praças, e clamam aos seus companheiros, e dizem: Tocamo-vos flauta, e não dançastes; cantamo-vos lamentações, e não chorastes" (Mt.11.16-17).

"Então começou ele a lançar em rosto às cidades onde se operou a maior parte dos seus prodígios o não se haverem arrependido, dizendo: Ai de ti, Corazim! ai de ti, Betsaida! porque, se em Tiro e em Sidom fossem feitos os prodígios que em vós se fizeram, há muito que se teriam arrependido, com saco e com cinza" (Mt.11.20-21).

"E tu, Cafarnaum, que te ergues até ao céu, serás abatida até ao inferno; porque, se em Sodoma tivessem sido feitos os prodígios que em ti se operaram, teria ela permanecido até hoje. Eu vos digo, porém, que haverá menos rigor para os de Sodoma, no dia do juízo, do que para ti" (Mt.11.23-24).

"Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que fechais aos homens o reino dos céus; e nem vós entrais nem deixais entrar aos que estão entrando" (Mt.23.13).

As palavras de Jesus traziam conforto e confronto. Ele falou do céu, mas também mencionou o inferno várias vezes. Todavia, hoje o mundo só se lembra do seu amor, chegando ao ponto de utilizar suas palavras como defesa para o pecado.

Queremos apenas o conforto que o evangelho traz? Vamos pregar apenas o que agrada as pessoas? Jesus não fez assim.

Por exemplo, encontramos duas atitudes de Jesus em relação à mulher adúltera. Ele disse que não a condenava, mas acrescentou: "Vai e não peques mais" (João 8.11).

O doente não precisa apenas de carinho e remédio doce. Jesus é o médico que não fala apenas coisas boas, não dá apenas boas notícias, mas apresenta um diagnóstico preciso, ainda que, por vezes, seja desagradável. Seu propósito, porém, é sempre bom: a nossa salvação.

Precisamos responder positivamente ao confronto, reconhecendo os nossos pecados e mudando nossas atitudes.

No último dia, ele também terá esses dois tipos de palavra, mas não para as mesmas pessoas. A uns ele dirá:

"Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo" (Mt.25.34).

Outros, porém, ouvirão:

"Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos" (Mt.25.41).

Precisamos aceitar o confronto hoje, enquanto existe esperança de perdão e transformação, para que, naquele dia, estejamos do lado certo para ouvir as melhores palavras de Cristo.

5 visualizações
ORT

Rua: José Adriano de Freitas - 427

Bairro: Rocio 1 - CEP 84130-000

Palmeira - PR

Fone: (42) - 3252-4350

  • Grey Facebook Icon
CONTATO

Obrigado por enviar!

P R O M O V E N D O   V I D A   E   D I G  N I D A D E   E M   J E S U S