Devocional - 21/09/2020



Deus não enviou seu Filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que o mundo por meio dele pudesse ser salvo. João 3:17


Quem é deus? E "qual é o nome de seu filho?" ( Provérbios 30: 4 ). Em sua época, os antigos escritores da Bíblia imaginaram que Deus tinha um Filho. Esta citação do livro de Provérbios prova isso.

Deus “enviou” Seu Filho. Não é possível enviar alguém que não existe. Isso não indica que o Filho de Deus é eterno como o próprio Deus?

Antes de Seu Filho nascer como ser humano, Deus decidiu sobre Seu Nome: Jesus. O nome significa: o Senhor é a salvação. Essa era sua intenção, sua tarefa e seu objetivo. O desejo de Deus é salvar. Esta mensagem é enfatizada repetidamente em nossas meditações diárias.

Porque Jesus foi concebido pelo Espírito Santo, Ele é o Filho de Deus mesmo como Homem ( Mateus 1:20 ; Lucas 1:35 ). As pessoas estavam atrás de Sua vida enquanto Ele ainda era uma criança. As Escrituras fornecem poucas informações sobre Sua juventude. Ele começou Seu ministério público, servindo a Deus e à humanidade com cerca de trinta anos.

O único aspecto de Sua Pessoa é que, por meio de Suas palavras e vida altruísta, sabemos como é Deus. Façamos uma comparação sem preconceitos de nossa própria vida e nossas mais nobres intenções com Seus atos. Devemos perceber rapidamente a diferença.

O Filho de Deus, que se tornou Homem, foi finalmente morto por Suas criaturas por crucificação fora dos portões de Jerusalém. Mas a morte não pôde reter o Cristo. Por Sua ressurreição, Ele provou ser “o Filho de Deus com poder” ( Romanos 1: 4 ). Sua morte e ressurreição são a base da salvação para todos os que recebem o Filho de Deus pela fé.


8 visualizações
ORT

Rua: José Adriano de Freitas - 427

Bairro: Rocio 1 - CEP 84130-000

Palmeira - PR

Fone: (42) - 3252-4350

  • Grey Facebook Icon
CONTATO

Obrigado por enviar!

P R O M O V E N D O   V I D A   E   D I G  N I D A D E   E M   J E S U S